Mato Grosso em Foco Publicidade 1200x90
25/02/2023 às 13h21min - Atualizada em 26/02/2023 às 00h02min

Manifestantes pedem diálogo com a Rússia ao invés de fornecer armas para a Ucrânia

Guerra no leste completou um ano nesta sexta-feira (24) e, em Berlim, manifestantes reivindicam que Alemanha negocie com Moscou.

G1
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2023/02/25/manifestantes-pedem-dialogo-com-a-russia-ao-inves-de-fornecer-armas-para-a-ucrania.ghtml


Guerra no leste completou um ano nesta sexta-feira (24) e, em Berlim, manifestantes reivindicam que Alemanha negocie com Moscou. Soldados ucranianos em treinamento em Bovington Camp, uma base militar do exército britânico, agitam uma bandeira da Ucrânia, no sudoeste da Inglaterra, em 22 de fevereiro de 2023.
Ben Birchall / POOL / AFP
Cerca de 10.000 pessoas, segundo a polícia, se manifestaram neste sábado (25), no centro de Berlim, a capital da Alemanha, para reivindicar negociações com Moscou ao invés do envio de armamento à Ucrânia.

Organizada pela política de extrema esquerda e integrante do Parlamento alemão Sahra Wagenknecht e pela jornalista e ativista feminista Alice Schwarzer, a manifestação, que tinha como slogan "Levantem-se pela Paz", era bastante polêmica, especialmente porque vários representantes da extrema direita também anunciaram sua participação.
LEIA MAIS
Conheça os novos tanques e mísseis mandados pelo Ocidente para ajudar a Ucrânia a recuperar territórios
Soldados ucranianos reciclam material bélico abandonado após ataques russos
Refugiada que vive no interior de SP vende quadros para conseguir voltar à Ucrânia e diz precisar de ajuda
Diante do Portão de Brandeburgo, as organizadoras tomaram a palavra para reivindicar "diplomacia ao invés de fornecimento de armas".
No dia 10 de fevereiro, Wagenknecht e Schwarzer lançaram um abaixo-assinado na internet chamado "Manifesto pela Paz", que já reuniu mais de 645.000 assinaturas.
Segundo um porta-voz da polícia de Berlim, foram anunciadas outras manifestações com o mesmo objetivo, assim como contramanifestações. Devido à possibilidade de enfrentamentos, as forças de segurança mobilizaram 1.400 agentes.
Na sexta-feira, outras manifestações reuniram bastante gente na Alemanha por ocasião do primeiro aniversário da invasão russa da Ucrânia.

do G1



Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2023/02/25/manifestantes-pedem-dialogo-com-a-russia-ao-inves-de-fornecer-armas-para-a-ucrania.ghtml


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://matogrossoemfoco.com.br/.