Mato Grosso em Foco Publicidade 1200x90
08/05/2023 às 11h23min - Atualizada em 08/05/2023 às 11h23min

Dez novas rotas turísticas são lançadas e deve movimentar economia de 11 municípios

Parceiro do Governo, secretário destaca que Sebrae é referência na formatação de produtos turísticos

https://www.secom.mt.gov.br/web/sedec/-/dez-novas-rotas-tur%C3%ADsticas-s%C3%A3o-lan%C3%A7adas-e-deve-movimentar-economia-de-11-munic%C3%ADpios

Dez novos roteiros envolvendo 11 municípios, inclusive os do agro, como Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sinop, foram lançados pelo Sebrae durante a Feira Internacional do Turismo (FIT) Pantanal. O evento foi realizado de 04 a de 07 de maio, no Centro de Eventos do Pantanal.

Ao todo são 22 atrativos ou experiências turísticas, que envolvem diretamente 52 pequenos negócios e outros 53 indiretos, sendo 34 produtores rurais e artesãos.


Para o secretário adjunto de Turismo da secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Felipe Wellaton, o Sebrae é uma grande referência na formatação de produtos turísticos.

“É importante porque cria novas rotas que eram desconhecidas por mato-grossenses e pelos demais brasileiros. Facilita para as operadoras que queiram vender os roteiros, facilita para os turistas para que possam se programar. Muitos dos passeios e pacotes precisam de reserva prévia”, argumenta.

Ele destaca que o produto é completo com informações de hospedagem, programação cultural, alimentação, além do tempo de duração do passeio, nível de dificuldade, dias de atendimento e capacidade de atendimento.

Uma das novidades é o roteiro da região do Agro, para que o turista tenha a experiência de conhecer uma cidade que pulsa agronegócio. Em Nova Mutum, por exemplo, o turista pode fazer um roteiro de 8 horas, tomando café da manhã na Fundação MT, faz city tour, conhece a Orquestra Jovem, Casa do Artesão e a Cervejaria Kessbier.

Já em Sinop, num passeio de 4 horas, o turista pode viver a experiência de um café colonial, degustar vinhos e sucos na Família Masieiro. Por meio de um trenzinho adaptado, os turistas vão conhecer a lavoura e os métodos de produção.

O diretor técnico do Sebrae, André Schelini, destacou que na cadeia produtiva do turismo em Mato Grosso tem cerca de 118 mil empresas que contribuem com a geração de emprego e renda e com o Produto Interno Bruto (PIB) do estado.

“A atividade turística é ativadora da economia local nos municípios, pois são onde as pessoas vivem e empreendem e Mato Grosso se coloca não só como potencial para produção de eventos, mas como destino turístico”.

A FIT Pantanal é uma realização do Governo de Mato Grosso com o Sistema Fecomércio, apoio institucional da Assembleia Legislativa e da Prefeitura de Cuiabá, além do apoio de dez entidades ligadas ao trade do turismo.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://matogrossoemfoco.com.br/.