Mato Grosso em Foco Publicidade 1200x90
08/08/2023 às 11h34min - Atualizada em 08/08/2023 às 11h34min

Paraná Pesquisas mostra Abilio isolado em 1º com Botelho e Lúdio empatados em 2º

Fábio e Stopa figuram na quarta e quinta colocação respectivamente

da Redação
Folhamax

A pouco mais de um ano das eleições municipais, o deputado federal Abílio Brunini (PL) lidera a disputa pela Prefeitura de Cuiabá, em outubro de 2024. É o que aponta a pesquisa publicada pelo instituto Paraná Pesquisas, um dos principais do país, nesta terça-feira (8).

A amostragem aponta que a disputa pelo palácio Alencastro deve ser uma das mais disputadas da história. Existem ao menos cinco pré-candidatos com potencial de conquistar o Palácio Alnecastro e a tendência que aconteça novamente dois turnos. 


O segundo colocado no levantamento é o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União). Se as eleições fossem hoje, os dois estariam no segundo turno.

Os cenários colocam como possíveis candidatos, além de Abílio Brunini e Eduardo Botelho, o deputado federal licenciado e chefe da Casa Civil, Fábio Garcia (UB), o deputado estadual Lúdio Cabral (PT), o vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV) e a ex-deputada federal Rosa Neide (PT). A pesquisa apontou que em um cenário envolvendo Abílio Brunini, Eduardo Botelho, Lúdio Cabral, Fábio Garcia e José Roberto Stopa, o representante do PL teria com 30,5% dos votos, enquanto o presidente da ALMT ficaria em segundo, com 19%, pouco a frente do petista, com 17,4%.

Na sequência, aparece o atual chefe da Casa Civil, na quarta posição, com 11%, a frente apenas do vice-prefeito, que foi lembrado por 4,4% dos eleitores. Brancos e nulos somaram 13%, enquanto outros 4,7% não souberam ou não responderam.

Em outro cenário, sem o nome de Fábio Garcia, que trava uma disputa interna no União Brasil com Eduardo Botelho sobre o lançamento do nome para o pleito, pelo partido, Abílio venceria com 34,1% dos votos, seguido pelo presidente da ALMT, com 20,7%. Logo atrás, com 19,3% das intenções de voto, aparece Lúdio Cabral, em larga vantagem sobre o quarto colocado e seu colega de Federação, José Roberto Stopa, lembrado por 5,5% do eleitorado. A pesquisa apontou que 5,5% não soube responder, enquanto 14,9% afirmaram votar branco ou nulo. 

O instituto também propôs um cenário sem Fábio Garcia e com Rosa Neide no lugar de Lúdio Cabral, e o resultado foi semelhante aos anteriores, com a petista na terceira posição, atrás de Abílio, que teria 34,9% das intenções de voto, e de Botelho, que teria 22,1% do eleitorado. A quarta posição também seria de Stopa, com 6,7%, enquanto brancos e nulos somariam 15,9% e outros 5,9% não souberam responder.

Já no cenário sem Eduardo Botelho e com Fábio Garcia disputando o pleito, Abílio se mantém na liderança, com 34,2% das intenções de voto, tendo Lúdio Cabral na segunda colocação, com 22% do eleitorado. O deputado federal licenciado, que atualmente comanda a Casa Civil, aparece apenas na terceira posição, com 14,9% do apoio dos eleitores, enquanto Stopa fecha a lista, com 6,2% dos cuiabanos o apoiando. Brancos e nulos somaram 16%, enquanto 6,6% não soube responder.

ESPONTÂNEA 

O instituto Paraná Pesquisas também realizou a amostragem de forma espontânea, onde não são apresentados ao eleitor o nome dos possíveis candidatos. Nela, Abílio também lidera a disputa, com 5,3% da lembrança do eleitorado, com Botelho na segunda colocação, com 3,2% das intenções de voto. O atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB), que não poderá disputar o pleito, foi o terceiro mais lembrado, com 3,2% dos entrevistados.

Na sequência, com a quarta colocação, aparece Fábio Garcia, com 1,5% dos eleitores, a frente de Lúdio Cabral, que ficou empatado com Stopa no quinto lugar, com 0,3% do eleitorado, ambos a frente de Rosa Neide, que foi lembrada por 0,1% dos entrevistados. Brancos e nulos somaram 9,5%, enquanto 77,4% não soube responder.
A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 6 de agosto, com 730 eleitores da capital. A amostragem tem um grau de confiança de 95% e uma margem estimada de erro de aproximadamente 3 7 pontos percentuais.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://matogrossoemfoco.com.br/.