Mato Grosso em Foco Publicidade 1200x90
02/03/2023 às 19h45min - Atualizada em 03/03/2023 às 00h02min

Brasileiro é preso na Indonésia com 2 litros de cocaína líquida

Polícia teve dificuldade em identificar a droga, que estava escondida em frascos de higiene pessoal. Brasileiro deve enfrentar pena de morte ou prisão perpétua.

G1
https://g1.globo.com/mundo/noticia/2023/03/02/brasileiro-e-preso-na-indonesia-com-2-litros-de-cocaina-liquida.ghtml


Polícia teve dificuldade em identificar a droga, que estava escondida em frascos de higiene pessoal. Brasileiro deve enfrentar pena de morte ou prisão perpétua. Polícia da Indonésia mostra frascos contendo cocaína líquida e brasileiro G.P.S. preso ao tentar entrar no país com a droga
Governo da Indonésia/Divulgação
Um brasileiro, identificado como G.P.S., foi preso ao tentar entrar em Jacarta, na Indonésia, com 2 litros de cocaína líquida, conforme anunciou a polícia local nesta quarta-feira (1º).

Ele confessou que foi solicitado a levar a droga para a Indonésia e deve enfrentar pena de morte ou prisão perpétua.
Em uma coletiva de imprensa, o chefe da alfândega, Gatot Sugeng Wibowo, explicou que ele foi pego em uma ação de inspeção feita em um grupo de brasileiros que chegaram ao Aeroporto Internacional de Soekarno-Hatta no dia 1º de janeiro.
O fato de a cocaína estar em forma líquida e escondida em frascos de higiene pessoal, como xampu e enxaguante bucal, dificultou a detecção da droga. O primeiro teste deu negativo.
Como o brasileiro estava agressivo durante a fiscalização, ele foi encaminhado para uma inspeção mais minuciosa. Apenas esse segundo teste deu positivo para cocaína.
Segundo informações da polícia local, G.P.S. chegou às 7h30 da manhã carregando uma mochila, uma maleta e uma prancha de surfe. Dentro de uma das bagagens estavam seis frascos de produtos de higiene pessoal com um total de 2.030 ml de um líquido transparente. O segundo teste acusou a presença de narcóticos tipo 1, tipo cocaína, e de uma camada de glicerol químico, substância usada como agente aglutinante.
"Sabe-se que o G.P.S. não tem emprego permanente. Ele disse que veio passar férias em Bali. Ele também confessou que lhe foi solicitado trazer a cocaína líquida por meio de uma rede de tráfico da América Latina e do Oriente Médio, grupo que ele iria procurar na chegada à Indonésia”, disse Gatot.

do G1



Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2023/03/02/brasileiro-e-preso-na-indonesia-com-2-litros-de-cocaina-liquida.ghtml


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://matogrossoemfoco.com.br/.