Mato Grosso em Foco Publicidade 1200x90
21/03/2023 às 18h42min - Atualizada em 22/03/2023 às 10h06min

Câmara barra mais um pedido de Comissão Processante contra Emanuel

Proposta teve 14 votos contrários

A Câmara Municipal de Cuiabá rejeitou, nesta terça-feira (21), mais um pedido de abertura de uma Comissão Processante contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que poderia resultar no afastamento dele do cargo. Foram 14 votos contrários à CPI e nove favoráveis.
A ação havia sido protocalada pela vereadora Edna Sampaio (PT), sob o argumento de que o emedebista deixou de aplicar R$ 12,5 milhões na Saúde de Cuiabá, de verbas oriundas de emendas destinadas pelos parlamentares. A petista reforçava ainda que Emanuel descumpria a Lei Orçamentária do Município e a Constituição do Estado de Mato Grosso.

Para o pedido ser aprovado, 13 votos eram necessários. No entanto, a articulação da base do emedebista na Casa conseguiu frear a ação. 
Votaram contra a CPI os vereadores Rodrigo Arruda e Sá (Cidadania), Adevair Cabral (PTB), Wilson Kero Kero (Podemos), Sargento Vidal (MDB), Cezinha Nascimento (União Brasil), Kássio Coelho (Patriota), Luis Cláudio (PV), Lilo Pinheiro (PDT), Marcos Britto (PV), Pastor Jeferson (PSD), Paulo Henrique (PV), Mário Nadaf (PV), Renivaldo Nascimento (PSDB) e Rogério Varanda (MDB).

Apenas nove parlamentares foram favoráveis, sendo eles: Demilson Nogueira (PP), Dilemário Alencar (Podemos), Luiz Fernando (Republicanos), Robinson Cireia (PT), Eduardo Magalhães (Republicanos), Felipe Corrêa (Cidadania), Maysa Leão (Republicanos), Michelly Alencar (União Brasil) e Sargento Joelson (PSB).
O presidente da Câmara, Chico 2000 (PL), não pode votar e o vereador Dídimo Vovô (PSB) não compareceu à sessão. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://matogrossoemfoco.com.br/.